CEST: diferenciais competitivos para compliance

Postado por Murilo Ramos em 08/03/2016

Nessa linha de conteúdos sobre CEST, já percebemos que há alguns desafios para inclusão do CEST ICMS na rotina da indústria e do varejo. Para essa nova obrigação não virar uma dor de cabeça, as empresas precisam investir em boas práticas para a substituição tributária , como a busca pelo compliance e a capacitação das equipes. Há, ainda, a opção de automatizar esse processo, com o auxílio de uma consultoria especializada. 

Diferenciais competitivos de uma ferramenta CEST

Importa o cadastro de itens da empresa

Já comentamos que, por mais que os sistemas ERP possam incluir o campo de cadastro do CEST, torna-se muito trabalhoso - e em alguns casos, uma tarefa quase impossível - preencher um a um cada código referente aos produtos. 

Pensando nisso, a ferramenta de otimização e saneamento cadastral de CEST realiza a importação de dados da empresa para o portal de Gestão Tarifária da Becomex e trabalha sobre obrigações já entregues ao governo como SPED e XML de Notas Fiscais. 

Após a importação, o usuário terá uma interface especialmente preparada para que o cliente possa, baseado em sugestões cruzadas com a tabela da substituição tributária, identificar quais itens precisam receber o CEST, agilizando em muito a atividade. As exportações de dados do portal para o ERP são feitas em formato de arquivo texto ou planilha Excel, ou seja, a empresa consegue importar facilmente dados de qualquer sistema.

Cadastra o CEST mais adequado

Um dos desafios do novo código especificador da substituição tributária é a ambiguidade da tabela. Pode existir um CEST para várias NCM, assim como uma NCM com mais de um código válido. Além do conhecimento da tabela dos códigos, portanto, é indispensável conhecer a cadeia produtiva da empresa, assim como os detalhes das novas regras de cadastros. 

Algumas empresas podem considerar a ideia de cadastrar um código genérico para os itens ou para NCM de produtos. Porém, há o risco de pagar mais impostos e de ser submetido a fiscalizações, afinal, os cálculos de impostos serão baseados no CEST.

Ao optar por uma ferramenta especializada, há o processamento dos dados importados do ERP da empresa e uma validação de dados para a escolha correta do código. 

Monitora as transações comerciais

Além de otimizar o processo de saneamento do cadastro de itens, a consultoria especializada oferece formas de monitorar as transações comerciais, para que itens comprados e vendidos possam ser previamente identificados. Com isso, é possível alertar os casos de incorreções no processo de emissão de nota fiscal. Confira como funciona esse ciclo de monitoramento:

Que saber mais sobre a ferramenta da Becomex? Entre em contato nos comentários.